Compartilhar:

O agrupamento ou o isolamento de crianças com problemas comportamentais em ambientes de cuidados e assistência às crianças NÃO é uma boa ideia.

Essa prática pode intensificar o problema e levar a problemas comportamentais crônicos e incontroláveis.

A integração de crianças problemáticas com pares socialmente competentes as ajudará a conhecer através destes qual é o comportamento que devem ter como parâmetro.

Da mesma forma, o apoio dos adultos ao estímulo do desenvolvimento da linguagem e de aptidões sociais, habilidades de resolução de problemas e de negociação, além do controle da raiva podem ajudar a criança a se adaptar e interagir de forma correta com terceiros.