Síndrome alcoólica fetal


Qual é sua importância?

Síntese dos textos de especialistas - Publicado on-line em fevereiro 2012

Tradução: B&C Revisão de Textos. Revisão técnica: Jaderson Costa da Costa, PUCRS - Instituto do Cérebro
Revisão final: Alessandra Schneider, CONASS - Conselho Nacional de Secretários de Saúde - Brasil

O distúrbio do espectro da síndrome alcoólica fetal (DESAF) é um defeito inato permanente provocado pelo consumo de álcool pela mãe durante a gravidez. A expressão DESAF é utilizada para descrever uma diversidade de deficiências e diagnósticos tais como a Síndrome Alcoólica Fetal (SAF) ou o distúrbio de desenvolvimento neural associado ao álcool (DDNA), e aplica-se a crianças cujas mães sabidamente beberam excessivamente durante a gravidez, e que apresentam algumas, mas não todas, as características de malformação facial relacionada ao álcool. A DESAF é a causa principal de retardo mental no mundo ocidental. Os defeitos inatos e deficiências cognitivas e de desenvolvimento relacionados a ela podem ser prevenidos evitando-se o consumo de álcool durante a gravidez. No Canadá, estima-se que nove em cada mil crianças nascem sofrendo de DESAF1, o que representa mais de três mil bebês por ano e cerca de 300 mil pessoas vivendo atualmente com o distúrbio.

Os dados do NLSCY2 (National Longitudinal Study on Children and Youth – Estudo Longitudinal Nacional sobre Crianças e Jovens) sobre a prevalência do consumo autorrelatado de álcool podem ser resumidos da seguinte forma:

  • 15% a 25% das mães beberam em uma ou outra ocasião durante a gravidez;
  • 7% a 9% beberam durante toda a gravidez;
  • 5% beberam apenas antes de perceber que estavam grávidas.

Além disso, a maioria dessas mulheres (94%) consumiu álcool uma ou duas vezes por dia, enquanto 3% consumiram três a quatro doses por dia, e menos de 3% consumiram cinco ou mais doses por dia.

 

Referências

  1. Health Canada, Public Health Agency of Canada. Fetal alcohol spectrum disorder. It’s Your Health. [Internet]. September 2006. Available at: http://www.hc-sc.gc.ca/hl-vs/alt_formats/pacrb-dgapcr/pdf/iyh-vsv/diseases-maladies/fasd-etcaf-eng.pdf.  Consultado em 6 de fevereiro de 2012.
  2. Statistics Canada. National Longitudinal Study on Children and Youth, 1994-1995 data. Ottawa, Ontario: Statistics Canada; 1995.

 

Veja também...

Para sua informação 

Alguns documentos estão disponíveis no
formato PDF. Para fazer o download gratuito
da versão em Acrobat Reader, clique em
clique aqui.