Compartilhar:

As brincadeiras são um fenômeno universal e um direito das crianças. São atividades espontâneas, gratificantes e divertidas que oferecem inúmeros benefícios: 

  • Educativos: as brincadeiras ajudam as crianças a desenvolver as habilidades que são as base do aprendizado da leitura, da escrita e das matemáticas. 

  • Sociais: as brincadeiras oferecem oportunidades de socialização com os pares da mesma idade, de aprender a entender os outros, de se comunicar e de negociar. 

  • Cognitivas: as brincadeiras encorajam as crianças a aprender, a imaginar, a categorizar e a resolver problemas. 

  • Terapêuticas: as brincadeiras permitem às crianças se expressar sobre os aspectos perturbadores de seu cotidiano como os fatores de estresse, os traumatismos, os conflitos familiares e outros dilemas. 

Nossas crianças vivem em uma época de horários carregados, onde as expectativas em relação ao seu desempenho são elevadas. Deveríamos nos assegurar de lhes dar o tempo e o espaço necessários para descobrir as alegrias e os benefícios das brincadeiras livres.