Violência social


Qual é sua importância?

Síntese dos textos de especialistas - Fevereiro de 2012

Tema Editores: Richard E. Tremblay, PhD, Université de Montréal, Canada e University College Dublin, Irlanda
Tema financiado pela: Bernard van Leer Foundation (Países Bajos)

Violência social é qualquer tipo de violência cometida por indivíduos ou pela comunidade, com uma  finalidade social. Esses atos violentos assumem formas diversas, dependendo do país, incluindo conflitos armados, violência de gangues, agressões entre pais e filhos (por exemplo, punição corporal), terrorismo, remoção forçada e segregação. A exposição à violência pode ser direta (por exemplo, ser vítima de um ato violento) ou indireta (por exemplo, ouvir falar sobre violência ou testemunhar violência envolvendo outras pessoas). Na última década, em todo o mundo, mais de dois milhões de crianças com idade abaixo de 18 anos morreram devido a conflitos armados e, no mínimo, seis milhões delas ficaram gravemente feridas. Estima-se também que 25% e 40% das crianças com idade entre 2 a 17 anos, respectivamente nos Estados Unidos e nas regiões do sul da África, foram expostas à violência em sua comunidade. Além de crescerem em meio à adversidade, a maioria dessas crianças também é socialmente excluída da educação formal, dos serviços de saúde, eletricidade, água potável e serviços de saneamento.

Apesar dessas altas estimativas, a exposição à violência social de crianças em idade pré-escolar tem recebido pouca atenção nas últimas décadas, em comparação com crianças mais velhas. Entretanto, a violência social é uma questão de estudo especialmente importante durante esse período de desenvolvimento específico, que influencia o desenvolvimento da criança em múltiplos aspectos (físico, social, neurológico e emocional) e em diferentes níveis.

 

Veja também...

Para sua informação 

Alguns documentos estão disponíveis no
formato PDF. Para fazer o download gratuito
da versão em Acrobat Reader, clique em
clique aqui.